Uso das terapias integrativas complementares. 

O balanço energético do Yin e Yang na Medicina Tradicional Chinesa e os diálogos possíveis em nossa, Prática Integrativa.

O SINCRONISMO DOS CINCO ELEMENTOS: a madeira alimenta o fogo; o fogo, por intermédio da cinza, forma a terra; a terra gera o metal; o metal derrete e vira água; e a água alimenta a madeira. Mas, ao mesmo tempo que um elemento produz o outro, eles também se anulam: o fogo derrete o metal e este corta a madeira; a madeira invade a terra, que represa a água; a água finalmente apaga o fogo. 

Aprendemos juntos que essa dança, embora, aparentemente, nada tem a ver com a nossa Medicina Convencional,  para os chineses sem esse conhecimento nem existe Medicina. 

Pois cada uma dessas energias, para eles, controla um dos órgãos que regem a orquestra do organismo — os rins, o baço, o fígado, os pulmões e o coração. Estes, por seu lado, governam cada qual uma série de outros órgãos.

Aqui, fazer é a melhor forma de falar.

A arte  de despertar a visão Holística em um profissional deve ser cultivada diariamente, na convivência, no compartilhar de experiências, no campo  da formação e do trabalho.  
Em nosso atendimento  uma agulha ou qualquer outro instrumento/recurso não se restringe a uma técnica, mas ancora uma filosofia de vida e a reflexão sobre o cuidado em todas as suas especificidades física, emocional, energética, espiritual e relacional.

Falamos sobre os efeitos, benefícios, indicações de cada prática que mostramos. Desse modo, criamos este espaço para apresentarmos algumas possibilidades de integrar e complementar nossa Medicina  Convencional e ampliarmos os recursos e o conhecimento disponível para o cuidado, terapias e tratamentos.

Comentários

Comentários